Grávidas: veja quais são os alimentos proibidos

Rate this post

Os alimentos proibidos para grávidas trazem dúvidas. 

durante a gravidez, há algumas coisas que podem estressar qualquer mulher. E comida não deveria fazer isso!

Entretanto, todos os conselhos que você ouve – de amigos, familiares e sim, até mesmo estranhos – sobre o que é e não é seguro durante a gravidez é suficiente para confundir.

Há um monte de “lendas urbanas” e “mitos” quando o assunto é alimentação.

Se você está com dúvidas, confira o nosso guia!

 

 

Alimentos proibidos para grávidas

Por que alguns alimentos são proibidos quando você está grávida?

Primeiro, as mudanças no seu sistema imunológico torna-a mais vulnerável a doenças que podem ser transmitidas por alimentos.

O que antes só daria dor de estômago, agora pode significar complicações sérias agora – desde desidratação até aborto.

Assim, evite os seguintes alimentos.

 

Ovos

Ovos crus podem ter salmonela, uma bactéria que pode causar febre, vômito e diarreia, cuidado com maionese caseira, gemada, massa crua de biscoito ou bolo e ovos mexidos  – qualquer prato em que os ovos (ambos gema e clara) não são cozidos completamente. Se os ovos estiverem cozidos, o risco desaparece.

 

Sushi

Sushi não é seguro quando você está grávida, porque o peixe cru pode conter parasitas indutores de doenças.

 

Suco natural

Fique longe de sucos naturais que não tenham sido pasteurizado – a pasteurização é um método de processamento que mata bactérias e toxinas. Embora a maioria do leite e sucos vendidos nas lojas hoje sejam pasteurizados, ainda existem algumas marcas em prateleiras que não são, por isso leia atentamente os rótulos.

 

Algumas variedades de peixes

Peixe, que tem ácidos graxos ômega-3, que ajudam o desenvolvimento do cérebro do bebê, são uma escolha boa para a refeição. Mas algumas variedades devem ser evitadas devido a altos níveis de metil-mercúrio, um poluente que pode afetar o sistema nervoso do bebê. As espécies maiores de peixes, que vivem mais tempo, e acumulam mais mercúrio em sua carne, como carne de tubarão e peixe espada. Sabia que seu corpo pode armazenar mercúrio por até quatro anos?

Na verdade, a maioria dos peixes contêm vestígios de mercúrio, então você precisa limitar o  consumo semanal até mesmo de peixes comuns e considerados seguros.

Duas refeições por semana de peixes e frutos do mar como salmão, polaca, camarão e atum enlatado podem ser seguras.

 

Níveis elevados de cafeína

Quando se trata de cafeína, “os estudos podem ser muito confusos”.

Um estudo pequeno estudo ligou a cafeína a riscos aumentados para a saúde do feto. De outro lado, uma pesquisa maior  mostrou que a cafeína não é prejudicial para grávidas em quantidades moderadas.

Portanto, atualmente as diretrizes sugerem não mais de 300 miligramas por dia, aproximadamente a quantidade encontrada em duas ou três xícaras pequenas de café. E isso vem como um alívio para muitas futuras mamães.

 

Alimentos ricos em nitrato

Salsichas, bacon e outros produtos similares contêm nitratos, aditivos que têm possíveis ligações com tumores cerebrais e diabetes.

Embora os estudos não sejam conclusivos, faz sentido limitar o seu consumo – estes alimentos não são grandes escolhas nutricionais de qualquer maneira.

 

Refrigerantes

Eles são considerados seguros durante a gravidez e, além de não ser uma escolha maravilhosa quando o assunto é nutrição, não há nenhuma evidência científica de que eles causam danos.

Entretanto, a sacarina, um adoçante artificial que é frequentemente encontrado em refrigerantes diets atravessa a placenta!

Então, novamente, recomendamos moderação!

 

 

Mais dicas

  • Não consuma os mesmos alimentos todos os dias,  assim você diminui drasticamente o risco de ser exposto a algo prejudicial se você comer diversos tipos de alimentos. Variando a dieta, você também vai levar nutrientes para o seu bebê em crescimento.

 

  • O álcool geralmente é contraindicado na gravidez. Só que muitos médicos dizem que não há problema beber bem de vez em quando. Isso não quer dizer que você deva exagerar!  O consumo excessivo de álcool pode levar à síndrome do álcool fetal, que causa atraso mental e uma série de anormalidades no seu bebê.

 

Quando o assunto é gravidez, todo cuidado é pouco!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: